Header Ads

Apple diz que não está interessada em comprar TikTok

 Apple diz que não está interessada em comprar TikTok

 A Apple desmentiu rumores de que estaria interessada em adquirir o TikTok. Em um comunicado enviado ao The Verge, um porta-voz da dona dos iPhones declarou que a empresa não discute a ideia e não tem planos de entrar em uma disputa pela rede social chinesa.

 As conversas de que a Apple poderia estar interessada no aplicativo surgiram no Axios, um dos principais veículos de negócios dos Estados Unidos. As fontes da publicação apontaram empresas que poderiam adquirir a rede social, e a Maçã apareceu como uma das possíveis candidatas.

 

O TikTok está na mira do governo dos Estados Unidos e pode ser banido do país futuramente por ter sede na China. Uma das alternativas para a companhia se manter no mercado estadunidense seria a aquisição por uma empresa do país.  

  Apple diz que não está interessada em comprar TikTok

O TikTok está na mira do governo dos Estados Unidos e pode ser banido do país futuramente por ter sede na China. Uma das alternativas para a companhia se manter no mercado estadunidense seria a aquisição por uma empresa do país.  

Microsoft interessada  

Enquanto a Apple já disse que está fora dessa corrida, a Microsoft mostrou bastante interesse no negócio. A companhia fez uma publicação em seu blog comentando a possível aquisição do TikTok e o CEO da firma, Satya Nadella, chegou a conversar com o presidente Donald Trump sobre o negócio.  

 A Casa Branca confirmou que não vai banir o TikTok dos Estados Unidos até 15 de setembro. O objetivo é garantir tempo às empresas do país interessadas em adquirir o aplicativo. O presidente também disse que o governo deveria receber parte do dinheiro envolvido na negociação.

 O possível banimento do TikTok nos Estados Unidos é mais um capítulo da guerra comercial entre o país e a China. Assim como Huawei e ZTE, as autoridades da Casa Branca acreditam que o aplicativo oferece ameaças à segurança e privacidade das pessoas por causa da proximidade entre a ByteDance e o governo chinês.

Para evitar mais problemas, o TikTok estaria planejando se tornar independente e o remanejamento de sua sede para Londres. Porém, considerando que a rede social conta com mais de 2 bilhões de downloads, a possível aquisição por uma empresa norte-americana com certeza seria mais agradável para o governo dos Estados Unidos.  

Nenhum comentário