Header Ads

Amazon é investigada no Japão, sob suspeita de vender pornografia infantil

A polícia do Japão realizou uma batida nos escritórios da loja virtual Amazon, em Tóquio, devido a suspeita de que o site distribui produtos considerados como pornografia infantil, revelaram neste sábado (24) fontes da investigação.  

A batida aconteceu na sexta-feira (23) por uma suposta violação da lei japonesa que proíbe a exibição pública de pornografia infantil, segundo a fonte citada pela agência local "Kyodo".  

A Amazon do Japão é suspeita de contribuir para a distribuição de material que contém pornografia infantil, como livros com fotos de crianças nuas, ao ter "permitido sua promoção em seu site de maneira consciente".  

A legislação no país asiático proíbe a venda de objetos roubados, produtos ilegais e de entretenimento para adultos, incluindo a pornografia infantil.  

A empresa não quis comentar sobre o assunto, mas um porta-voz disse à "Kyodo" que a Amazon vai colaborar com as investigações, de acordo com a lei, se for a vontade das autoridades.  

A polícia de Aichi, no centro do país, prendeu dois homens em setembro do ano passado depois que encontrou à venda no site da unidade japonesa da Amazon, livros com fotografias de crianças nuas.  

Outro centro de distribuição da companhia, em Kanagawa, também no centro do Japão, foi alvo de uma batida policial em novembro do ano passado pelo mesmo motivo.  

 Amazon é investigada no Japão, sob suspeita de vender pornografia infantil

Nenhum comentário