Header Ads

Apple diz não ser 'religiosamente contra' criar aplicativos para Android

Durante uma entrevista no final da noite da terça (28), o presidente-executivo da Apple, Tim Cook, disse que a empresa não é religiosamente contra a possibilidade de desenvolver aplicativos para o sistema de smartphones e tablets Android, principal rival do iOS, do Google.

A expressão em inglês dita pelo executivo foi "religious issues" (questões religiosas), a qual disse não ter contra a hipótese, quando perguntado sobre ela.

As declarações foram feitas durante a conferência D11, organizada pelo site "All Things Digital" na cidade californiana de Rancho Palos Verdes. A entrevista em vídeo (em inglês) pode ser vista por meio desta página.

Durante a fala, o executivo sugeriu a possibilidade de a fabricante do iPhone lançar um relógio: ao ser perguntado sobre computação vestível, conceito em que se inscrevem os óculos Google Glass, disse que o dispositivo do concorrente "já é uma pista" de como seguir o caminho correto, mas disse que carregar um aparelho no pulso seria mais inteligente.

"Eu uso óculos porque eu tenho de fazê-lo. Não conheço muita gente que usam óculos se não precisam. Elas querem que eles [dispositivos de computação vestível] sejam discretos, leves e que tenham um visual coerente. É difícil de visualizar [os Google Glass] de um ponto de vista 'mainstream' [larga escala]. Acho que o pulso é interessante. O pulso é natural", disse.

 Apple diz não ser 'religiosamente contra' criar aplicativos para Android

Nenhum comentário