Header Ads

WhatsApp nega que estaria sendo vendido para o Google

O WhatsApp, aplicativo de mensagens para smartphones, refutou na noite de segunda (8) a veracidade de uma reportagem que dizia que a empresa estaria sendo vendida para o Google, em entrevista ao site "AllThingsDigital".

A informação foi dada por Neeraj Arora, chefe de desenvolvimento em negócios do aplicativo, que se negou a dar mais informações sobre o caso.

O "Digital Trends" divulgou o rumor na última sexta (5). A única fonte, anônima, da reportagem, dizia que o valor negociado girava em torno de US$ 1 bilhão.

O aplicativo é pago: para usuários do iPhone, custa US$ 0,99 (cerca de R$ 2) para baixar. Já no Android, no BlackBerry e no Windows Phone, paga-se anuidade desse mesmo valor.

Não há um número exato dos usuários do WhatsApp que tenha sido divulgado. Na loja Google Play, para dispositivos com Android, o aplicativo foi baixado mais de 100 milhões de vezes.

WhatsApp nega que estaria sendo vendido para o Google

Nenhum comentário