Header Ads

WhatsApp é mais popular que o Twitter, diz criador do aplicativo de mensagens

O fundador e executivo-chefe do aplicativo de mensagens para celulares WhatsApp, Jan Koum, disse na terça (16) que sua plataforma já conta com mais usuários do que a rede social Twitter, segundo declarou na conferência D: Dive Into Mobile, organizada pelo site de tecnologia "All Things Digital".

O evento, que está sendo realizado em Nova York, serviu para que Koum propagandeasse a popularidade da ferramente que foi lançada em 2009 como uma alternativa para os serviços tradicionais de mensagens entre telefones celulares.

WhatsApp é um aplicativo que custa US$ 0,99 (R$ 2) para ser baixado e que permite enviar mensagens ilimitadas entre seus usuários usando conexão 3G ou wi-fi.

Atualmente, são produzidas cerca de 18 bilhões de mensagens diárias nesta plataforma, que já conta com milhões de usuários, embora Koum tenha se limitado a confirmar que é superior ao número da rede social Twitter.

Oficialmente, o Twitter estima em 200 milhões o número de usuários mensais de seu serviço de mensagens curtas.

Apesar dos rumores de compra por parte do Facebook e Google, o WhatsApp negou que mantenha conversas para sua venda, segundo All Things Digital.

Koum prevê um futuro promissor para o WhatsApp à medida que aumente a quantidade de pessoas com acesso a um telefone com conexão à internet.

"Uma vez que isso ocorra, será extremamente simples rentabilizar a aplicação", comentou Koum nesse fórum nova-iorquino que começou na segunda-feira e será concluído hoje.

"Temos um manifesto que se opõe à publicidade. Estamos orgulhosos. Quem gosta de anúncios? Nos bombardeiam tanto em nossa vida diária que sentimos que os telefones inteligentes não são o lugar para isso. Não queremos ser interrompidos com anúncios", disse Koum.

Ações da Zynga disparam mais de 14% com novos jogos de apostas

Nenhum comentário