Header Ads

Piauienses fazem vídeo para integrar documentário do projeto Freenet

Um grupo de cinco piauienses teve vídeo selecionado para ser exibido nos Estados Unidos durante festival que será realizado em agosto deste ano. O curta produzido em Teresina mostra diversos aspectos culturais ligados ao acesso à internet e integrará documentário colaborativo do projeto Freenet?.

Um dos estudantes a participar da produção do documentário é Wellington Coelho, apaixonado por vídeos desde criança. Ele conta que o curta mostra o lado cultural de Teresina e sua vasta produção. O curta conta com depoimentos de artistas e passeia por espaços culturais da capital como a Praça Pedro II e Espaço Trilhos.

“Temos uma produção artística bem diversificada e criativa, mas que acaba não sendo divulgada Brasil a fora por alguns motivos. Um deles é a dificuldade de acesso a internet, pois, segundo dados divulgados pelo próprio movimento, o Piauí possui o segundo pior índice de pessoas conectadas do país, seja pelo preço alto ou pela falta de conhecimento das ferramentas online”, explica Wellington.

O vídeo dos piauienses conta com apoio do projeto Freenet? que é uma iniciativa conjunta de quatro organizações da sociedade civil brasileira, mas sua abrangência é internacional, com enfoque nas preocupações dos países do Sul global. O objetivo do projeto é realizar um documentário colaborativo que exponha fatos, casos, pontos de vista e questionamentos de pessoas que estão atentas aos desafios enfrentados para assegurar que a Internet continue sendo um espaço aberto e colaborativo.

“Na primeira semana da oficina, conhecemos o projeto freenet? e, na segunda, fomos divididos em três grupos e nos dedicamos a produção dos vídeos. A proposta é que três países do mundo (Brasil, Quênia e Índia) produzissem esses materiais, que seriam reunidos em uma coletânea ou em um longa-metragem, falando sobre o direito e a acessibilidade à conexão”, explica Wellington.

A Freenet realiza campanhas de conscientização sobre a importância da conectividade e defende o amplo acesso à rede a todos os cidadãos. “Acredito que o vídeo mostra como a dificuldade de acesso a internet no nosso estado prejudica a divulgação da nossa cultura. Mostra que temos tanto o que mostrar quanto os grandes centros industriais do país, mas que não pode ser mostrado porque as pessoas não tem essa oportunidade”, disse Wellington.

Piauienses fazem vídeo para integrar documentário do projeto Freenet?

Nenhum comentário